Sem categoria

Desabafo aberto de minha mãe

Há muito tempo venho acompanhando a via-crúcis de minha filha indo à faculdade e voltando vazia e tentando se tornar uma profissional de jornalismo sozinha.  Isso realmente tem me feito pensar se vale a pena pagar tanto por tão pouco.

Com raras exceções, a FACHA vem há muito decepcionando os alunos que desesperadamente a trancam ou a abandonam buscando outro caminho.

Ao procurar estágio, tomam consciência de que diploma, pagar faculdade pra ter direito a estagiar é uma grande falácia.

Vamos pensar… É justo alguém oferecer 335 reais para um estágio na assessoria de imprensa do Banco do Brasil?

E a Folha de S. Paulo que de 3000 candidatos tirou 300, dos quais tirou 40 para irem para São Paulo fazer um curso de adestramento? Sendo que destes apenas 12 terão a chance de estagiar lá (sem remuneração!) e é claro que, dentre eles, ainda temos que contar com os “QIs”, que, aliás, é o que mais se vê.

O SESC ofereceu 400 reais para assessor também e, depois de uma dinâmica onde havia 14 pessoas, escolheram alguém que podia ser qualquer um, desde que atendesse a um quesito que ninguém sabe qual é e não se aprende em nenhuma faculdade.

E a Folha Dirigida de 260 candidatos escolheu 33 para uma prova prática, onde 6 foram escolhidos, de preferência os que chegaram lá com algum “QI” ou uma certa familiaridade com os jornalistas.

Aí vejo que ajudei até hoje minha filha a pagar o quê? Para quê?

O jornal não é mais jornal, alunos viram clientes, donos de faculdade fazem acordo com o diabo para denegrir ainda mais sua imagem e demitir seres pensantes. E apenas deixarem aqueles que por algum tempo ainda forem necessários.

Logo serão todos descartáveis, assim como o jornal que, em contribuição com a “sustentabilidade”, já não é mais de papel. Mas os profissionais são de carne e osso e não oferecem risco à natureza. Oferecem risco à faculdade que deseja que os alunos pensem que estão sendo atendidos.

Aliás, gostaria de receber o meu dinheiro de volta. Afinal, esse é um lema comercial: “sua satisfação garantida ou seu dinheiro de volta”.

Dinheiro? Há, há, há! Fingem que tem, pois sem ética nenhuma e sem exemplo nenhum oferecem acordos que prejudicam o direito dos trabalhadores demitidos.

Que país é esse? Que faculdade é essa que faz política de fachada?

Que pena, aconselho a serem mais honestos e darem aula de como sobreviver num mundo onde não se respeita o conhecimento, a experiência, a competência e o comprometimento. É melhor fazer a faculdade da auto-ajuda ou buscar a ajuda do alto dos céus. Só assim quem sabe ainda veremos sentido no que estamos fazendo.

Lamento por todos os prejudicados e peço que cada um faça a sua parte. Não dependam de gente que só oferece o superficial com cara de perfeição. Não acreditem que os atuais consultores estão lutando para fazer o melhor para vocês. Não estão! É mentira! Vocês sabem o que é o melhor e, infelizmente, só podem buscar e lutar pelo melhor. É com tristeza que peço que caiam na real e não gastem mais seu dinheiro com gente quem não lhes valoriza.

Se não encontram emprego, estágio ou trabalho, devem reivindicar junto ao Ministério da Educação a reavaliação das faculdades de comunicação para torná-las voltadas para a atual realidade. E, ao buscar estágio ou trabalho, denunciem como são feitos esses processos.

Vocês não merecem isto! Precisam se sentir respeitados e valorizados.

Agradeço em meu nome a todos os professores que motivaram minha filha a ser a jornalista que é hoje. E que, se Deus quiser, ainda poderá mostrar sua competência e ser remunerada por isso.

Hoje não posso mais ajudá-la financeiramente.

Sei que é competente e sempre digo a ela que alguém algum dia não vai apenas elogiá-la, mas vai lhe oferecer algo digno em que ela possa trabalhar com amor e ter dinheiro para se sustentar. E para que ela possa pagar, quem sabe, o que lhe falta fazer de faculdade. Em busca de um diploma que, na verdade, não a fará melhor do que já é.

Obrigado.

Sustentabilidade já!

Ass.: Maria do Céu dos Santos Ribeiro

Mãe orgulhosa de Ana Helena Ribeiro Tavares

Categorias:Sem categoria

3 respostas »

  1. Aninha, quer dizer q a ‘FACHA’ é a sua ‘faculdade’? Posso divulgar o desabafo de sua mãe no meu blogue, amor?
    (na realidade vc está aprendendo muito + na prática, no seu blogue, na editoria do antigo de Lula…o resto é só p ter o diploma)

    Curtir

Comente sem medo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s