1 resposta »

  1. Cara Ana,

    O Professor Marcos Bagno é o autor do livro de linguística alternativa em que as autoras do livro se basearam, e que foi citado por elas como autoridade para justificar sua abordagem.

    No entanto, ele não responde nenhuma das críticas sérias feitas ao livro, que ele resume a uma notícia de 15 linhas e a coluna da Kramer (ou Leitão, sei lá.) sobre o Lula. É a mesma postura pueril e paternalista (como se a ABL, Cristóvam, Globo, Estadão, fossem todos ignorantes).

    Ou seja, ele não se comporta como acadêmico, mas como político, inventando um adversário ridículo para poder destruí-lo. Acho lastimável. Mas talvez faça parte da visão dele de mundo, na qual não existe diferença entre conhecimento e política.

    Fica a principal das críticas, só para relembrar: o livro desvaloriza o uso da norma culta como fonte de opressão de classe e sinal de prestígio social somente. Isso é uma vergonha, uma vergonha ser doutrinado nas escolas.

    Beijo!

    Curtir

Comente sem medo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s