Algum lugar entre a prosa e a poesia

São Pedro jura inocência (uma carta do céu)

Ana Helena Tavares

Foto: Ana Helena Tavares

Há momentos em que tudo parece estar perdido, mas pensem que a derrota é uma ilusão.

Sejam solidários, porque, se todos forem solitários, esse mundo aí… Sei não…

Por Ana Helena Tavares em 16 de Janeiro de 2011

Estou no céu já há muitos anos. Percebo que aí na Terra o clima anda muito esquisito, mas São Pedro jura inocência. Corre um boato de que o filho do patrão tá pensando em voltar para ver se lhes ensina a ter com a natureza mais sapiência.

É que esse descaso tem efeito dominó. Basta ver que, do jeito que tem morrido gente em desastres ambientais, está tendo que ser ampliado drasticamente o estoque de algodão, para almofadar as nuvens, pois é nelas que dormimos. Depois as chuvas aumentam e não venham culpá-las. Até rimos.

Soube que nas cidades de Pedro e de Teresa, e também no “burgo livre”, tem chovido muito, e a serra foi duramente visitada pela morte. Nessa hora, observo os governantes se mobilizando. Só nessa hora, por má sorte.

Aqui no céu todos falamos com a cara limpa, sem hipocrisias. É que, tão logo chegamos aqui, perdemos o dom humano de mentir, esse vício. Por isso, não conseguimos montar nenhum showmício.

Aqui no céu temos o tão falado livre-arbítrio. A camisinha sempre foi liberada pela chefia. Ele sabe que não precisamos dela. Há um pessoal da antiga que até desfila por aqui com seus charutões. Não há problema: já não temos mais pulmões.

E nada de Lei Seca por aqui. Não se espantem: nosso forte é o vinho. Há até cassino. Só para passarmos o tempo. Dinheiro nos vale menos que o vento.

Ah, sim… as crianças… Todas ganham asas na chegada. Não ficam sempre aqui e têm seus mini-tronos. São elas os famosos “anjos da guarda”, que embalam os bons sonos.

Sou tímido, hein, não quero que estas minhas confidências vão parar no Facebook. Eu até pensei em ir aí… O problema é que a autorização é difícil e olha o susto que eu ia dar? Mas, do jeito que esse mundo anda do avesso, eu tinha que lhes alertar.

Na Casa Branca, devassada por um australiano, andam pedindo orações por uma deputada baleada no Arizona. Abram o olho… Ali é que é a zona.

Há momentos em que tudo parece estar perdido, mas pensem que a derrota é uma ilusão. Sejam solidários, porque, se todos forem solitários, esse mundo aí… Sei não…

Ana Helena Tavares, jornalista, escritora e poeta eternamente aprendiz.

3 respostas »

  1. Zé, me lembrei de Mario Quintana: “E que fique tudo muito mal explicado. Não faço força pra ser entendido. Quem faz sentido é soldado” (rs)

    Curtir

  2. Imaginativo e com alguma graça, ainda q pareça não ter um fio condutor, ou seja, princípio, meio e fim: um argumento!

    Curtir

Comente sem medo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s