Versos em safra

Estafa…

De ver o que já foi visto

De sentir um imprevisto

Ops, será que arrisco?

Então… Nem pisco!

É safra…

De colher o que não plantou

De sofrer o que não calou

De viver o que não sobrou

De só ser o que não mudou

É garra…

De lutar por todo o grão

De mirar o gavião

De amar com paixão

De juntar mão com mão.

É farra…

Da cor que se mistura

Da dor que vence a surra

Da flor que se aventura

Do amor que é loucura.

04 de Janeiro de 2011,

Ana Helena Tavares

Uma consideração sobre “Versos em safra”

Deixe uma resposta para jetro fagundes Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: