Algum lugar entre a prosa e a poesia

A bolinha de jornal e a barbárie

O assassino está até hoje foragido. Imaginem se fosse o contrário e ele fosse do PT? Mereceria de certo um plantão da Rede Globo, com um indignado casal de apresentadores, e uma capa especial da Veja, sob o título: “Chico Mendes chora.”

José Serra, como ex-ministro da saúde, deveria saber que o ser humano não é feito de papel, tem sentimentos. Também não é (só) feito de fel, salvo em alguns momentos. Mas ele não sabe de nada disso.
Caçoa, zomba da inteligência alheia, ridiculariza a si próprio. Não mais se pode ver ao espelho com o perigo de este se voltar contra si.
Na tarde de ontem, 20 de Outubro de 2010, resolveu caminhar pelo calçadão de Campo Grande, reduto popular do Rio de Janeiro. Acenava pro vento, mas, mesmo este, não tem andado a seu favor.
Iniciou-se uma confusão, embate natural entre militantes de causas tão distintas, quando, de repente, Serra é atingido na cabeça por algo. Continua acenando pro vento durante 20 minutos, quando após um telefonema, leva as mãos à cabeça. Foi a senha para fotógrafos bem treinados transformarem confusão em tragédia, showmício em shownalismo.
O telejornal noturno da emissora auto-intitulada líder de audiência levou para o povo, que tanto ama, a seguinte informação: “Serra foi agredido por petistas”. O jornal “O Globo” do dia seguinte, que hoje representa verdadeiro monopólio no Rio de Janeiro, enfatizou. Sem elementos para afirmar de onde partiu o tal objeto, colocar a culpa na militância petista só pode ser entendido como calúnia, injúria, infâmia, difamação e outros nomes piores. Tudo passível de processo, caso o partido estivesse interessado. Mas o diabo, às vezes, se esquece da concorrência ou, talvez, a menospreze, o que é mais provável.
Pouco depois de o JN mentir descaradamente, o jornal do SBT levou ao ar vídeo elucidativo. O “objeto pesado”, antes tido como um rolo de fita crepe, não passaria de uma mísera bolinha de papel que, ainda por cima, foi claramente atirada com pouca força. Vamos combinar que se isso é “agressão” guerra de travesseiro também é. Era o caso de o isento conglomerado midiático global levar ao ar um plantão: erramos! Era o caso de o diretor de redação do jornal impresso, a sair horas depois, ir à gráfica e gritar: parem as máquinas, erramos! Mas nada disso foi feito. Porque não foi erro, foi pouca-vergonha mesmo.
Pouca vergonha de tumultuar um processo eleitoral já tão tumultuado e com um teatro de quinta. Teatro que, além de Serra e seus jornalistas amestrados, contou com atores de renome como o Dr. Jacob Kligerman, cirurgião de cabeça e pescoço, que atendeu o “ferido” em uma clínica em Botafogo. O citado médico é diretor do Inca e amigo do candidato. Quem disse que Serra não tem amigos? Além disso, Dr. Kligerman foi secretário municipal de Saúde do Rio, durante a gestão do ex-prefeito César Maia. Tudo em casa.
É digno de nota que o jornal carioca O Dia cumpriu hoje um bom jornalismo ao dar manchete para o incidente de ontem simplesmente como uma “confusão”.
Mas, vejam vocês que, para o bem ou para o mal, este episódio foi amplamente noticiado. Enquanto isso, 5 dias antes, em 15 de Outubro, o jornal O Estado do Acre, – http://www.oestadoacre.com/index.php?option=com_content&task=view&id=5327&Itemid=1 – terra de Chico Mendes, berço do PT, dava um grito sem eco, denunciava sozinho que um militante petista foi morto por um opositor por motivo absolutamente torpe: o petista teve a infelicidade de fazer uma brincadeirinha, colando nas costas do outro um adesivo pró-Dilma. Foi o suficiente pro sujeito ir até sua casa, pegar uma espingarda, voltar ao bar onde estavam e assassinar friamente o petista, com uma única bala disparada à queima-roupa. Selvageria pura.
O assassino está até hoje foragido. Imaginem se fosse o contrário e ele fosse do PT? Mereceria de certo um plantão da Rede Globo, com um indignado casal de apresentadores, e uma capa especial da Veja, sob o título: “Chico Mendes chora.”
Este arbítrio máfio-midiático, a que o brasileiro que não tem internet está submetido, é o que emperra a democracia. É verdadeiramente o que se pode chamar de barbárie. O resto é bolinha de jornal.

*Ana Helena Tavares é jornalista por paixão, escritora e poeta eternamente aprendiz. Editora-chefe do blog “Quem tem medo do Lula?”.

P.S. Depois de fechado este artigo, a Globo “produziu” um vídeo tentando provar que  o tal objeto era mesmo pesado, algo como um rolo de fita crepe. O tal vídeo foi desmascarado por um professor de jornalismo gráfico, que teve seu site censurado. Confiram esta história no seguinte link: http://www.ponto.outraspalavras.net/2010/10/22/questionada-autenticidade-de-video-da-globo/

30 respostas »

  1. Oi Ana, este sujeito – tenho certeza que não usa o nome correto- chama a militância mais fiel, mais democrática e mais unida do Brasil de bando e depois diz que nós não temos berço! E nsto ele tem razão. Primeiro porque somos muito unidos mesmo, dividimos ideias, historias e não vivemos escondidos falando mal uns dos outros, mostramos a nossa cara na rua, porque este é o nosso pais. Somos sim um bando de milhões de brasileiros. Quanto ao fato de não termos berço é óbvio, nós crescemos. Já deixamos os berços pra trás há um bom tempo. Tempo suficiente para construir um Brasil melhor para o povo brasileiro. Um Brasil que é orgulho nacional. Uma nação! Pessoalmente acho que precisaremos ter paciência com aqueles

    Curtir

  2. Ana,
    Os que são do bem, cultos e bem informados, estão contigo!
    Ignora os d+, pois em menos de 10 dias, vão tudo se entocar denovo… Feito ratazanas!

    Curtir

  3. Fico comovida com o sucesso do meu texto… Veja que até uma pessoa com nome aparentemente nobre (provavelmente fake) vem aqui destilar veneno… Observem a quantidade de grosseria que pode conter um único comentário:
    “devia estudar mais”
    “a senhora nem berço deve ter tido”
    “jornalista de araque”
    Bom, eu devo concordar mesmo com agressões, porque só isso explica o fato de eu permitir a publicação no meu blog de um comentário tão grosseiro como este seu, Dona Mirane!. Grosseiro, mentiroso e delirante! Leiam todos o que a dona aí disse sobre o Serra:
    “Homem decente, de passado limpo,e cheio de realizações,que amanhã pode ser o seu presidente da republica do seu país.” A senhora é cega ou o quê? Seria trágico não fosse cômico. Vamos fazer o seguinte… Como sou uma pessoa insistente, vou novamente tentar dizer que não houve agressão alguma, que o Serra fingiu e que a Globo o ajudou na farsa. Enquanto isso, um assassinato no Acre não parece escandalizar nem um pouco a nobre Mirane Duarte de Bollini (sobrenome sugestivo, inclusive). Bom, para todos vocês que acreditam no Serra, na Globo e em toda esta turma, vou sugerir mais alguns links. Assim, vocês, se coragem tiverem, poderão deixar comentários lá dizendo pra várias pessoas respeitadas todas as ofensas que estão aqui me dizendo. Lá vai:
    1- Vejam neste link os comentários que deixaram sobre este meu texto no Recanto das Letras: http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/2571142
    2- Vejam neste link os comentários que deixaram sobre este meu texto no Diário Liberdade:
    http://www.diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=7877:a-bolinha-de-jornal-e-a-barbarie&catid=247:batalha-de-ideias&Itemid=156
    3- Vejam o que o jornalista Mario Jakobskind acha desta história: http://www.diretodaredacao.com/noticia/serra-precisa-de-uma-fita-crepe
    4- Vejam o que a imprensa internacional acha desta história (em espanhol):
    http://www.clarin.com/mundo/america_latina/picardia-Serra-salio-mal_0_358164279.html
    5- Se nada disso lhes for útil, tentem acreditar no próprio Serra:

    E agora vejam se arrumam coisa melhor pra fazer do que ficar escrevendo baixarias.

    Curtir

  4. nossa,d.ana…isso porque a senhora é “aprendiz” de poetisa….devia estudar mais,porque a senhora nem berço deve ter tido.concordar com agressões e ainda achar que a vítima é reu?são ,no mínimo,coisas que um bandido faz,não acha não?ou a senhora esta querendo um lugarzinho LA tambem,ou a senhora ja esta LA tbm.jornalista de araque e aprendiz de …de que mesmo?poetisa….vixe dona…um poeta é sensivel,delicado,e jamais,ouviu bem,jamais,falaria como a senhora falou,a respeito de um homem decente, de passado limpo,e cheio de realizações,que amanhã pode ser o seu presidente da republica do seu país.um pouquinho so de educação aprendiz de poetisa,não fara mal algum….vai estudar vai…vai ler mais sobre o seu país….vai entender o que fazem os governantes atuais.

    Curtir

  5. Não, Amaurih, não é o meu caso. Não por acaso este meu texto já está reproduzido por diversos lugares. Eu assumo tudo que escrevo, caso contrário não estaria até agora aqui perdendo o meu tempo com uma pessoa que só faz ataques. Se você quer continuar sendo manipulado, divirta-se. “O sol é o melhor desinfetante”.

    Curtir

  6. Vê como vocês distorcem? Em nenhum momento considerei o petista um nada, isso de denegrir o caráter do adversário é coisa mostrada nos vídeos, nos atos, nas atitudes… Eu como bom ignorante não entendi a história de que tudo o que eu critico eu faço, como assim? O que sei é que o PT sempre criticou a corrupção, e quando assumiu o poder fez o que fez, por exemplo, em Santo André? Tendo até que queimar arquivo? E depois com o Mensalão, e com o caso da Casa Civil? Ou são tudo boatos, verdades criadas pela oposição? Eu também não quero educar ninguém, mas se alguém se propõe ao debate, tem mais é que assumir os atos, ou não??? Se joga a mentira no ar e depois abandona? Isso é comum para os que tem argumentos baseados em opiniões tendenciosas, criadas com o objetivo de garantir benesses. O que não é o seu caso claro…

    Curtir

  7. Vejam vocês que o Amaurih prefere acreditar no depoimento da Soninha Francine… Faz-me rir… Eu estive debatendo lá no seu blog, mas ainda não tinha dado uma navegada por lá… Naveguei e vi o que é um petista pra você: um nada. Sendo assim, acredite no depoimento da Soninha Francine e faça bom proveito dele. Só estou lhe repondendo porque é aqui, no seu blog não volto. Tudo o que você critica você faz. Já disse: não quero educar ninguém.
    Passar bem.

    Curtir

  8. Comentário por Ana Helena Tavares — sábado, 23 de outubro de 2010 @ 20:22:58

    “Ana Helena, não se faça de boba, vc é poeta, escritora e sei lá mais o que, portanto nem alegar ignorância vc pode. Ou vc é uma das imbecis que citei?” Assim começa o comentário do Carlos Eduardo… Dá pra dialogar com alguém assim? E, Amaurih, não é como poeta que eu crio as minhas verdades, é como ser humano! Ou você não é? Todo ser humano, incluindo jornalistas, criam suas verdades. Não há jornalismo imparcial, dá pra entender? Bom, numa derradeira tentativa de mostrar que eu não quero educar ninguém, como vocês parecem querer, deixo aqui mais um link. Vou agora reproduzir este texto no meu blog. Até crítica ao Lula e elogio ao Serra ele tem, pra vocês verem o quanto eu só penso em “favorecer o meu partido”, como acha o Amaurih. Não, não penso nisso. Penso com minha própria cabeça e é lá que estão as minhas verdades. É lá também que estão as de vocês.

    E ai, alguma nova “verdade” criada por sua humanidade hoje!
    Abraços.

    Curtir

  9. Realmente nesse link dá pra ver exatamente qual a mentalidade dos petistas, e é uma aula de mestre do que pode se chamar de campanha negativa, o PT é especialista nisto… Fico chateado somente e ver pessoas por quem já tive muita consideração mostrar a cara sem máscara, que é o caso do professor Cristõvão, em quem infelizmente votei para presidente, mas aquele era outro, era o que fez o discursos sobre a soberania nacional não esse que se baseia na propaganda negativa do PT, e quanto ao texto do professor José Ribamar, ele não me surpreende, pois como está lá na amazônia ou em algum “reduto” do Rio de Janeiro, é natural que possa pensar dessa maneira, assim eu prefiro acreditar mais no depoimento da Soninha Francine, é muito mais sicero e baseado em vivência e não em ouvir falar, e pode ser visto no link: http://amaurijp.blog.terra.com.br/2010/10/22/soninha-e-o-apoio-ao-serra/
    É claro que vão denegrir o carater da Soninha, isso é só o que o PT faz, quem não é petista não é absolutamente nada…

    Curtir

  10. Amaurih, não é possível que você ainda acredite na Globo. Eu não posso crer! Coloquei dois comentários no seu blog e vou reproduzir partes deles aqui. Sou eu que estou distorcendo, não é, Amaurih? Quem é que faz terrorismo? Há provas de que até os jornalistas da Globo não acreditam na Globo e vaiaram o Jornal Nacional que, este sim, distorceu de forma flagrante os fatos. E você ainda acredita na Globo? É ser muito cego ou coisa pior! Sem dúvida, há imbecilidade de todos os lados. Mas defender um candidato que faz circo por causa de uma bolinha de papel é abusar da inteligência alheia. Amaurih, posso lhe falar uma coisa, na boa? Vota no Serra! Vai ver que, na sua visão, o país merece tudo isso o que é dito nestes vídeos abaixo:

    Eu tenho um blog de política – http://quemtemmedodolula.com.br -, procuro fazer um trabalho sério lá, não me escondo atrás de falsas imparcialidades, como faz a nossa mídia.
    Neste sentido, pra concluir, confesso que não aguento mais discutir eleições. Estou saturada, exausta. O que sei é que eu realmente acho a Dilma a melhor opção disparado. Não acredito na Globo e, muito menos, no Serra. Se você acredita, faça bom proveito. Eu estou me retirando da discussão, fica massacrante, porque já deu pra ver que ninguém aqui mudará a visão de ninguém.
    Abraços.

    Curtir

  11. É Ana, da mesma forma dos seus mentores, você agora quer culpar a Globo pelo fato de o PT mandar seus meliantes cercarem a manifestação do adversário. Tá certo, vocês estão certos, a política tem que ser feita com terrorismo, isso é a cara da candidata do seu partido. A Globo, e todas as emissoras que publiquem o que vocês não concordam, têm que ser extirpadas. Não é isso?

    Curtir

  12. Acrescentei um P.S. ao texto que talvez prove quem é a vítima: se o Serra ou se o povo brasileiro. Caso ainda assim não fique claro, é pena, é tudo uma questão de ponto de vista…

    Curtir

  13. Jogar bolinha de papel não é barbárie, mas entrar no meio da campanha de um adversário é provocação e barbárie, usar um crime para tirar proveito eleitoral é barbárie, o quê os meliantes do PT estavam fazendo em local onde o adversário estaria fazendo campanha? É o mesmo que entrar no meio da torcida do Corínthians com uma camisa do Palmeiras, foram lá só para promover o tumulto, e agora querem tirar proveito do tumulto, culpando a vítima…

    Curtir

  14. Eu não posso acreditar que eu tô lendo isso… Não estou querendo justificar nada, quero apenas, como cidadã, o meu direito à informação de coisas realmente relevantes. Que noticiem a confusão com o Serra, mas que a noticiem sem mentir descaradamente, como fizeram. E que noticiem, com mais destaque, a perda de uma vida, por motivo político, sim, como garante “O Estado do Acre”, ao dizer “eleição faz vítima”. Gritou sozinho, ninguém mais o acompanhou. Você acha muito normal? Você está querendo me dizer que jogar bolinha de papel é barbárie e que a morte de um militante petista por um opositor não é fato mais bárbaro que este? Se for isto, páro por aqui. Meus pêsames por sua visão de mundo.

    Curtir

  15. E Ana, nada justifica o fato de os militantes do PT, impedirem o adversário de fazer sua campanha, mesmo se não jogassem nada…
    Isso é barbárie…

    Curtir

  16. Amaurih, tente entender… Quem o caracteriza como um ato político é o jornal “O Estado do Acre”. O que eu questiono é tão somente o porquê de a dita “grande mídia” não ter noticiado isso. Por que se fosse o contrário, se o morto fosse tucano, quem tiraria proveito político seria a mídia, dá pra entender? É um fato grave que mereceria ser apurado pela dita “imprensa imparcial” brasileira. E não foi porque não lhes interessa. Lhes interessa mais uma confusão com fita crepe, bolinha de papel ou lá o que seja, do que a morte de um ser humano, se este ser humano for do PT. É triste, mas é assim que funciona.

    Curtir

  17. Ôpa, fui ver lá e é verdade mesmo, mesmo assim eu acho que vocês estão querendo tirar proveito político da ocorrência, que não se pode dizer que teve motivação política, apesar de o petista ter colado um adesivo nas costas de outra pessoa, não se pode afirmar que a morte aconteceu mais por causa do que estava escrito no adesivo, do que pelo fato de uma pessoa agir dessa maneira com outra. Você quer aproveitar o assassinato para caracterizá-lo como um ato político…

    Curtir

  18. E quanto a assassinatos no Acre, não sei de onde você tirou a notícia, minha jovem, mas na mídia de lá, só soube de um assassinato de acerto de contas de drogas e outro do presidente do PT, mas que foi crime passional, tanto que o suposto amante da mulher do militante foi preso, a barbárie é usar isso para fazer campanha para o seu partido, sinto muito jovem jornalista, mas você precisa pesquisar mais para emitir seus “valores”…

    Curtir

  19. Pois é, Amaurih… Começamos a chegar a um acordo. Se a mídia o divulgasse, também o divulgaria em proveito próprio, pois interesses, meu caro, todos nós temos. Seria hipocrisia dizer que não. Mas nem isso a dita “grande mídia” fez, não divulgou. Só quem divulgou foi o jornal “O Estado do Acre” e as informações que eu divulgo neste artigo sobre o caso estão todas lá. Confiram no link: http://www.oestadoacre.com/index.php?option=com_content&task=view&id=5327&Itemid=1

    Curtir

  20. Quanto ao assassinato no Acre, realmente a mídia não deu uma nota, e seria interessante que um assassinato fosse divulgado como realmente foi, para que os interessados não o usassem para proveito próprio…

    Curtir

  21. Tá animado isso aqui… Bem, a Vanessa eu confesso que não entendi de que lado tá… Mas, caro Carlos Duarte, vou responder a duas de suas perguntas: os militantes petistas foram ingênuos ao querer “chutar cachorro morto”… Não precisava de nada disso, o Serra é tão incompetente que se destrói por si… Outra coisa, eu vi o “Jornal do SBT” e, pra mim, as imagens que apareceram lá dizem tudo, comprovam que não houve nada que se possa chamar de agressão. A não ser que bolinha de papel tenha virado arma terrorista. As imagens da Globo não provam nada. São manipulação pura. Mas vejam: esta é a minha interpretação dos fatos. O pior cego é aquele que interpreta com os olhos dos outros. Vocês têm o direito de acreditar em quem quiserem, não sei a idade de vocês, mas digo que, com minha pouca idade e pouco que já lidei com jornalismo, já aprendi a separar o joio do trigo e a saber que a Globo não é referência para nada. Agora, parece que não leram tudo, pois até o presente momento não vi nenhum dos senhores se indignar com a questão principal do meu artigo. Eu pergunto a todos, caso possam responder: Por que ninguém, nem a Globo nem o SBT, nem nenhum grande jornal, nem revistas, nada, denunciou o assassinato de um militante petista por um opositor no Acre? Isto não é manipulação da informação? Ou será que um episódio risível como o da suposta “agressão” ao Serra, que saiu absolutamente ileso, é mais importante do que a morte de um ser humano por motivo político? Será que isto não merece noticiado, pois não é barbárie? Será que o assassino não é escória? Se acharem que não é, os meus valores são muito diferentes dos de vocês, e que bom!

    Curtir

  22. Vc viu qual jornal? Na Globo aparece a agressão física, não aquela do papel, mas a que se deu aseguir. Prá mim a maior agressão se dá quando um bando de petistas tenta tulmutuar a caminhada do Serra! Vc sabe, ou deveria saber, que caminhadas como esta são marcadas, portanto os petistas foram lá para impedir um direito do candidato Serra, porque será? Foram lá chutar cachorro morto ou temem ser mordidos?

    Curtir

  23. Quem é a escória? A armação é da Globo e não do PT? O pior cego é o que não quer ver… Barbárie e escória, certíssimo…

    Curtir

  24. Absurda e ridícula esta tentativa de justificar o injustificável. Barbárie é alguém defender aquela escória. Falhou a tentativa. Agora não cola mais. O povão está de olhos bem abertos !

    Curtir

  25. Caro Amaurih, não sou bancada por ninguém, tão somente pela minha consciência. Já você, pelo visto, se pauta pelo “Jornal da Globo”. Quanta isenção eles têm para falar neste caso, não é mesmo? Mentira e armação é com eles, fazem escola nisso. Você acredita mesmo neles? Jura? Meus pêsames!

    Curtir

  26. Poetiza, você é bancada pelo Governo? Você acreditou na propaganda do Partido dos “Trabalhadores”? Faz parte do bando ou apenas replica a mentira e a armação… Acabei de ver no Jornal da Globo que o seu partido se baseou em filmagem que foi feita antes da agressão que o candidato Serra sofreu no, como você diz, “reduto” popular do Rio de Janeiro, nada de mais o “seu” pessoal agredir o adversário não é mesmo, poetiza?
    Pelo menos no que refere a barbárie, você acertou, só não acertou o lado…

    Curtir

Comente sem medo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s