Crônicas

O panfleteiro e os esclarecidos

– “Um minuto pro Senhor Jesus!”

– “Pra quem? Olha, se for negócio de religião nem adianta”, dizem os senhores apressados.

– “Só quero lhe entregar esse papel. Fala de Jesus.”

– “Ora, faça-me o favor! Acha que vamos cair nessa?! Somos esclarecidos!”, dizem e lá se vão soltando fogo por todos os poros.

– “A paz de Jesus, senhores”.

O diálogo é verdadeiro e o presenciei recentemente ao passar tarde da noite pela porta de uma igreja evangélica.

Ainda que eu acredite muito em Deus, nunca me envolvi com religião nenhuma, mas ao me deparar com a cena não pude deixar de refletir sobre o que mesmo aqueles dois senhores acham que é ser esclarecido.

Intolerância é esclarecimento? Medo de contestar as próprias certezas é esclarecimento? Quem está de fato seguro no que pensa, no que crê, precisa tratar mal o diferente?

Não, de esclarecidos não tinham nada.

15 de Novembro de 2008,
Ana Helena Ribeiro Tavares

1 resposta »

  1. Aninha é realmente fantástica!! De fato o que disse é realmente verdadeiro. Intolerância é antes de tudo uma falta de esclarecimento, pois à luz da curiosidade, podemos ter muitas de nossas certezas abaladas, seja por contrastar com aquilo que pensamos, seja por completar aquilo que nos falta. Em se tratando de religião, eu tenho a seguinte opinião, aos homens de hoje o que falta não é religião e sim religiosidade. Amor é o que deve residir nos corações. Beijos!!!

    Curtir

Comente sem medo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s