Para epidemiologista proposta de lockdown atesta falta de inteligência epidemiológica

O médico sanitarista e epidemiologista Eduardo Azeredo Costa é um crítico da proposta de lockdown feita pela Fiocruz. Costa, que foi diretor de Farmanguinhos, acredita que "lockdown é mais do mesmo". Para ele, "o momento é de vigilância e controle epidemiológico". O médico lamenta ainda a falta de um plano de ação para o período pós-isolamento social. E questiona: "46 milhões de testes para quê?"

FORTALECER O SUS – TAREFA NACIONAL. A propósito da epidemia do CoVID -19 no Brasil

Por Eduardo Azeredo Costa Vai passar? Sim, vai passar. E ninguém tem dúvida de que a humanidade sobreviverá e continuará sua história na Terra. Cremos que deixará legados. Bons e maus. Quais serão, para além de uma tênue memória do episódio, 100 anos depois, como a da pandemia da gripe espanhola de 1918/19?