A sociedade em debate: Alô, alô, Realengo – outra opinião

Por Gustavo Castañon Mas por melhor que a gente faça, e por mais longe que a gente chegue, sempre haverá os que beberão da última gota de ódio que sobrar, porque assim é também o ser humano. Ele escolhe o que quer, entre o que tem diante de si.