Cadê ela: a notícia? Uma singela homenagem ao JB de Drummond, Gullar, Dines e tantos “cantores”.

41 anos depois... Drummond me visita e diz: “Ouvi ontem uma música vinda da sala de linotipos”. Eu, inquieta, saio vagando por ruelas do Rio, Saio forçando portas onde só há o vazio. Mas ele insiste: “era doce a música”. Mas foi mesmo ontem?, pergunto eu já em desespero. Qual a sua fonte?, pergunto já … Continue lendo Cadê ela: a notícia? Uma singela homenagem ao JB de Drummond, Gullar, Dines e tantos “cantores”.

Ê, lerê…

Sair de lugar seguro Encontrar o vendaval Me acho no que não procuro Meu bem é meu maior mal Ê, lerê, pra onde vou? Ê, lará, onde estarei? Ter intenções ou flutuar? Ê, lerê, estou estou Ê, lará, é lá é lá Certezas? Verdades? Quanto cinismo! Proezas? Sanidades? Nem no abismo. Chegar a pouso certo … Continue lendo Ê, lerê…