«

»

dez 30 2011

Imprimir Post

Lista com 233 acusados de tortura, divulgada em 78, volta agora à tona

Na última quinta-feira (29) o site da “Revista de História da Biblioteca Nacional” divulgou uma lista com 233 nomes de acusados de tortura durante a ditadura militar. A lista faz parte do acervo pessoal do líder comunista Luiz Carlos Prestes, que será doado ao Arquivo Nacional por sua viúva, Maria Prestes, no próximo dia 3 de janeiro.

Elaborada em 1975 por 35 presos políticos que cumpriam pena nos porões da ditadura, a lista possui uma ligação histórica com a DS. Foi nas páginas do jornal “Em Tempo”, publicação onde se organizavam as forças políticas que deram origem à corrente, que a relação de nomes apareceu impressa pela primeira vez, em 1978.

O semanário, que na época tinha uma tiragem de 20 mil exemplares, foi esgotado rapidamente das bancas e despertou a ira dos militares. As sucursais do jornal em Curitiba e Belo Horizonte sofreram atentados em represália à publicação.

Segundo o site da Revista de História, “a sucursal de Curitiba foi invadida e pichada. Na parede, os vândalos deixaram a marca em spray “Os 233”. O outro atentado aconteceu na sucursal de Belo Horizonte: colocaram ácido nas máquinas de escrever. Na capital mineira, a repercussão foi maior porque os militantes de esquerda saíram em protesto a favor do jornal”. (Leia aqui a matéria completa)

Para o atual secretário de Cultura do Distrito Federal, Hamilton Pereira, um dos autores da lista, foi um ato de muita coragem do jornal a publicação da relação dos torturadores. Segundo ele, outros atos de terrorismo foram praticados por grupos de direita após a divulgação da lista, como a colocação de bombas em bancas de jornal, numa clara tentativa de sufocar os veículos alternativos de imprensa. (Leia aqui a entrevista completa de Hamilton Pereira para o site da Revista de História).

Fonte: Democracia Socialista

Comentários

Powered by Facebook Comments

Link permanente para este artigo: http://quemtemmedodademocracia.com/2011/12/30/lista-com-233-acusados-de-tortura-divulgada-em-78-volta-agora-a-tona/

Comente no espaço abaixo. Mas lembre que a democracia é feita do debate de ideias, não de ataques pessoais. Ofensas e insultos vazios não serão tolerados. Quem tem ideias não tem necessidade de atacar pessoas.